Acontecimentos

Temporais com ventos de mais de 70 km/h devem atingir interior do Brasil

A expectativa é de aumento da umidade do solo em parte de MG, norte de SP, sudoeste de GO e nordeste e norte de MS

A chuva vai enfraquecer sobre o Matopiba, mas aumenta sobre Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo e prossegue sobre Goiás, Minas Gerais e Espírito Santo nos próximos dias. Para esta semana, as pancadas de chuva serão mais intensas sobre Minas Gerais, sudoeste de Goiás, São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul. Há, inclusive, previsão de tempestades mais intensas na quinta-feira, 15, em todos os estados citados.

Por outro lado, o tempo seco e o calor retornam ao Matopiba, norte de Minas Gerais e de Goiás e no nordeste de Mato Grosso nesta semana. A temperatura se eleva gradativamente e fica acima da média para época do ano em todo o Brasil, com tendência de calor excessivo e máximas acima dos 40°C no vale do Araguaia. A expectativa é de aumento da umidade do solo sobretudo na Alta Mogiana, norte de São Paulo, sudoeste de Minas Gerais, Triângulo Mineiro, sudoeste de Goiás e nordeste e norte de Mato Grosso do Sul. Em todas as áreas, a umidade do solo aumenta em pelo menos 20 pontos percentuais.

A umidade do solo volta a diminuir no Matopiba, norte de Minas Gerais, Pará e norte e oeste de Mato Grosso. Em números absolutos, a previsão do tempo feita pela Somar Meteorologia indica pelo menos 50 milímetros de chuva em cinco dias no centro, oeste, sul e leste de Minas Gerais e sul do Espírito Santo. No entanto, mal há previsão de chuva no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, Vale do Araguaia, entre Mato Grosso e Goiás,  além do Matopiba. Já a simulação do INMET indica mais de 50 milímetros em sete dias no oeste de São Paulo e no sul e leste de Mato Grosso do Sul com rajadas de mais de 70km/h na quinta-feira, 15.

Nos últimos dez dias de outubro, a chuva vai permanecer acima da média entre Minas Gerais e Goiás, mas vai acontecer de forma mais irregular. A maior parte da umidade da Amazônia vai alimentar sistemas mais ao sul do Brasil com precipitação acima da média no Rio Grande do Sul, além do Uruguai e Argentina. Com a migração da chuva para sul, o calor vai aumentar em toda a América do Sul. O desvio chega aos 7°C no Paraguai e alcança 5°C acima da média no oeste da região Sul e no oeste e sul de Mato Grosso do Sul.

Chuva no fim de semana

O primeiro fim de semana com pancadas de chuva foi marcado por precipitações irregulares. Não choveu, por exemplo, sobre o sudeste de Goiás e de Mato Grosso. Por outro lado, o acumulado de chuva passou dos 100 milímetros nos municípios de Alto Araguaia-MT, Juína-MT e Goiás-GO. Além dos três municípios, a estimativa de precipitação por satélite indicou chuva forte pontual sobre o norte de Goiás, nordeste de Mato Grosso, sul do Tocantins e oeste da Bahia entre o sábado, 10, e o domingo, 11.

 Mesmo com a chuva, a umidade do solo ainda está abaixo do ideal na maior parte do Brasil. Somente no oeste, centro, sul e leste do Rio Grande do Sul, no centro e leste de Santa Catarina, leste do Paraná e sul de São Paulo, observa-se umidade do solo acima dos 60%.

Mostrar mais

Tradição Gaúcha

o melhor da cultura Gaúcha do Rio Grande e também notícias do Brasil e do mundo sempre trazendo o melhor da notícia..

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: