Acontecimentos

Os ‘tradicionalistas de raiz’ e a segregação na cultura gaúcha

Anos atrás, num jantar de CTG, um ex-presidente do MTG veio com uma conversa de que eu não seria “tradicionalista”. Pensei comigo, talvez não fosse mesmo. Até hoje me pergunto, sou um tradicionalista?

Bem, não bastasse essa discussão, agora surgiu uma variação do “ser tradicionalista”. Mais do que ser tradicionalista, a moda agora é ser “tradicionalista raiz”, não importa o que isso signifique, de fato, à luz da razão. Uma bobagem que só faz aumentar a distância, que já é grande, do MTG com suas bases. Se formos medir essa mesma distância entre o MTG e os gaúchos em geral que, do seu jeito, cultuam nossa tradição, aí precisaremos usar a velocidade da luz como parâmetro.

Recebi hoje a foto de um menino, peão regional da 13a RT, de camiseta e bermuda, recolhendo comida para doar a famílias carentes. É menos “tradicionalista” por não estar de crachá, bombacha larga e botas?

E o gaúcho que ilustra essa postagem? Um campeiro lá de Itaqui, que trocou a mochila pela mala de garupa. Boné em vez de chapéu. Será o campeiro um “tradicionalista raiz”? Claro que não, se observarmos tal conceito, atrasado e segregador. Quem sabe, então, um mero “tradicionalista”? Alguns dirão, também não, pois desrespeita os manuais.

Quanta bobagem. Enquanto discutimos a largura da bombacha ou se uns tem mais ou menos “cursos de formação tradicionalista” ou currículos de “causar inveja”, a tropa avança, as outras culturas crescem, e nós seguiremos olhando para o próprio umbigo pra sucumbirmos ao nosso atraso.

Parafraseando o genial poeta Rodrigo Bauer, enquanto uns saem por aí, com discurso pronto embaixo do braço, outros, como o seu Ademir, estão lá, no fundo do campo, como guardiões de uma raça. Sem tinta, nem fantasia. E muito menos arrogância.

Fonte G1

Mostrar mais

Tradição Gaúcha

o melhor da cultura Gaúcha do Rio Grande e também notícias do Brasil e do mundo sempre trazendo o melhor da notícia..

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: