Acontecimentos

Padre deseja morte a fiéis que não vão à igreja na pandemia

Um padre da paróquia São João Batista, em Visconde do Rio Branco (MG), fez uma declaração polêmica durante a missa ontem: disse desejar a morte dos fiéis que optaram só ir à igreja quando houver vacina para o novo coronavírus.

“Aí a gente vai vendo quem realmente ama a eucaristia… Porque tem alguns católicos, engraçado, que têm saúde, têm tudo e dizem: ‘Eu só vou na Igreja quando tiver a vacina’. Tomara que não apareça vacina para essas pessoas. Ou que morram antes de a vacina chegar, não é?”, declarou o padre na missa que foi transmitida ao vivo no perfil da paróquia no Facebook.

Ele continuou: “Porque tem pessoas que não têm problema nenhum, que não estão no grupo de risco. Mas isso significa que não têm fé nenhuma, essas pessoas”.

‘Peço perdão’
O padre Antônio Firmino pediu desculpas após a repercussão do caso.

Ele gravou um vídeo classificando o comentário como “infeliz”.

“Sou pecador e tenho as minhas misérias e preciso ter misericórdia de todos vocês”, afirmou.

“Sou pecador e tenho as minhas misérias e preciso ter misericórdia de todos vocês”, afirmou.

O religioso ainda disse que era um defensor da vida humana e que agora, durante a pandemia, ele continuava na mesma posição.

“Eu tenho me empenhado para preservar a vida em todos os sentidos”, completou

Fonte UOL, São Paulo

Mostrar mais

Tradição Gaúcha

o melhor da cultura Gaúcha do Rio Grande e também notícias do Brasil e do mundo sempre trazendo o melhor da notícia..

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: