Acontecimentos

Três pessoas da mesma família morrem por coronavírus na Serra

Pai e mãe eram moradores de São José dos Ausentes. Filho residia em Gramado

Três integrantes da mesma família morreram com diagnóstico de coronavírus na Serra. As vítimas são Solon Gonçalves Padilha, 88 anos, Leonor Alano Padilha, 84, e um dos filhos deles, Odilon Alano Padilha, de 58. O casal de aposentados morava em São José dos Ausentes e o filho empresário, em Gramado.

morte do patriarca ocorreu na quinta-feira (16). As da mãe e do filho foram registradas no domingo (19). Outros dois filhos do casal estão internados em UTIs de Vacaria e Gramado. No total, 12 pessoas da família tiveram diagnóstico de covid-19.null

O primeiro a ser internado com coronavírus foi o filho de 58 anos, que foi para Hospital Arcanjo São Miguel, em Gramado, no último dia 7. Os idosos foram internados no dia seguinte em Vacaria. Cerca de uma semana antes, eles já tinham buscado atendimento médico depois de desmaiarem, mas fizeram um teste rápido que deu negativo, conforme a neta deles, a psicóloga Aline Padilha, 28 anos.

Leia mais
Secretaria Estadual de Saúde oficializa mortes por covid-19 em cinco cidades da região NordesteSão José dos Ausentes registra primeira morte de morador por coronavírusAcompanhe os casos confirmados na Serranull

Ela conta que os filhos se revezavam para cuidar dos pais idosos e, por isso, dias antes o homem havia visitado o casal no sítio localizado em Campo Novo, interior de São José dos Ausentes. A neta desmente que houve uma festa no sítio, informação que circulou em redes sociais. Aline defende as medidas de isolamento social e ressalta que o momento é de absoluta tristeza para a família.

— É uma dor que eu não desejo que nenhuma família passe. Nós tivemos três pessoas importantíssimas para nós que vieram a óbito de uma forma muito trágica, porque a gente não teve direito nem a um velório, nem mesmo a vê-los depois que eles faleceram. Então, é muito triste. Nós tivemos direito a 10 minutos, no máximo, para nos despedir deles e foi simplesmente olhar para o caixão sem poder tocar, sem pode fazer um velório digno, que é o que eles mereciam — relata.

O casal tinha doenças crônicas. No entanto, segundo a família, o filho não sofria de nenhum outro problema anterior.

— Devido às complicações da pneumonia por coronavírus, ele veio a falecer. Agravaram-se os pulmões, comprometeu os rins dele e ele teve duas paradas cardíacas às 5h do dia 19 de julho. Ele não tinha outras comorbidades, não era hipertenso, não tinha diabetes — conta o filho de Odilon, o garçom Rodrigo Miola Padilha, 32 anos. 

Conforme o secretário da Saúde de São José dos Ausentes, Fabio Gelson Williges, as pessoas que tiveram contato com a família infectada foram localizadas. Elas foram orientadas sobre como proceder em caso de sintomas e a manterem o isolamento.

Fonte Clic RBS

Etiquetas
Mostrar mais

Tradição Gaúcha

o melhor da cultura Gaúcha do Rio Grande e também notícias do Brasil e do mundo sempre trazendo o melhor da notícia..

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: