Acontecimentos

Lares de idosos são interditados em Barra Velha após denúncia de maus tratos

Idoso contou que passava fome e disse à nova cuidadora: “deveriam atear fogo lá”; relatos incluem sarna e piolho entre os moradores

Ação foi movida pelo Ministério Público em Barra Velha(Foto: Salmo Duarte/ Arquivo AN)

Em Barra Velha, 31 idosos foram retirados dos lares onde viviam após determinação da Justiça. Eles morava em três instituições que eram de responsabilidade do mesmo proprietário e que foram interditadas por decisão da 2ª Vara da comarca de Barra Velha após ação do Ministério Público. 

A nova tutora do idoso me contou que ele está muito feliz e que agradece cada refeição que recebe. A responsável disse ainda ter ficado muito sensibilizada após o relato do idoso, que passava fome no outro local e disse que deveriam atear fogo lá — informou a promotora.

Ainda constam nesta ação civil pública informações relativas à saúde dos idosos. Quatro deles chegaram aos novos lares com assaduras, piolhos e até sarna, tendo que ficar isolados — em um dos casos, foi necessário raspar a cabeça do idoso.

A ação de retirada dos idosos foi acatada pelo juiz responsável pela unidade na primeira semana de junho, após receber um relatório de vistoria realizado pelo Ministério Público de Santa Catarina em conjunto com os órgãos competentes. Mesmo interditadas pela Vigilância Sanitária, as instituições continuavam em funcionamento. Elas também não cumpriam os requisitos previstos pelo Estatuto do Idoso.

No relatório do MP constava que a instituição não adotava nenhuma das normas sanitárias em relação ao risco de disseminação da Covid-19. Nenhuma das medidas básicas como o fornecimento de álcool em gel, aumento do distanciamento, restrição de visitas, uso de máscaras e destinação de um quarto para isolamento, por exemplo, havia sido tomada.

Fonte AN

Mostrar mais

Tradição Gaúcha

o melhor da cultura Gaúcha do Rio Grande e também notícias do Brasil e do mundo sempre trazendo o melhor da notícia..

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: