Cultura Gaúcha

Entrevista: Karoline Paola faz história no tradicionalismo


Karoline Paola Teixeira Cocco, 21 anos de idade, iniciou sua história dentro do tradicionalismo no ano de 2004 quando passou a integrar os elencos artísticos de sua entidade, no ano seguinte, realizou seu primeiro concurso de prendas, consagrando-se 1ª Prenda Dente de leite. Logo após, seguiu participando de Cirandas de Prendas, das quais resultaram 13 títulos, sendo que 5 destes, são a nível regional, nas três categorias. Atualmente, ocupa o cargo de 1ª Prenda da 28° Região Tradicionalista.

Acadêmica de Direito na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões-URI/FW, reside desde seu nascimento no município de Caiçara-RS.

Nos anos de 2014 e 2018, participou da Ciranda Cultural de Prendas em sua fase Estadual, nos municípios de Santa Maria-RS (categoria juvenil) e Campo Bom-RS (categoria adulta) respectivamente.
Participou também e continua participando de inúmeros concursos de declamação, em novembro de 2014, teve a honra de classificar-se para declamar a final do ENART em Santa Cruz do Sul-RS. Neste mesmo ano, recebeu da coordenadoria regional a homenagem de “Prenda Destaque da 28ª RT” em evento com a presença do então presidente do MTG na época, Manoelito Carlos Savaris.
Desenvolveu ainda, por mais de dois anos, trabalho voluntário na Rádio Comunitária Caiçara, com o programa “Amanhecer na Querência”, tratando de assuntos pertinentes à sua entidade e seu município, além de fazer parte do grupo de voluntários do ENART. Também faz atua no Departamento Jovem de sua entidade ocupando o cargo Vice-diretora e também vice-diretora da 2° inter região do Departamento Jovem Central do Movimento Tradicionalista Gaúcho.

Atualmente, desenvolve projetos de oficinas culturais semanais em sua entidade, o CTG Sentinela da Coxilha, com os membros das invernadas artísticas deste, aonde são abrangidos temas de cunho histórico, social, folclórico, cultural dentre outros. Ainda, participa ativamente em sua região, auxiliando no desenvolvimento e avaliação de concursos internos.

Nome completo: Karoline Paola Teixeira Cocco

Pai: Adalberto Luiz Cocco
Mãe: Cleides Regina Teixeira
Irmãs: Katiê Elisa Teixeira Cocco Ciocari e Kassia Luiza Teixeira Cocco
Irmão: Luis Henrique Osório
Sobrinhas: Giovanna Valentina Cocco Ciocari e Karina Freitas.

Cidade natal:
Caiçara-RS

Completem a frase: Ser prenda é…
Acho muito difícil colocar em palavras singelas todo o Universo que é ser prenda… É Ter uma trajetória linda, permeada de responsabilidades e compromissos, é estar sempre em busca de conhecimento, é ser voluntária, é ser competente, paciente e compreensível. Ser prenda é ter disponibilidade para auxiliar quem precisar, é esbanjar simpatia e empatia. É buscar novos adeptos, é demonstrar da maneira mais pura, nossos costumes autênticos.

Ser prenda é manter os valores que herdamos de nossos antepassados, e assim auxiliar na construção de uma sociedade mais justa e humanitária.

O que significa para vocês ter este título de prenda:
Sempre teve muito significado ser prenda, não somente por ostentar uma faixa, mas principalmente por adquirir valores morais e sociais desde pequena. Os concursos proporcionaram-me um enorme crescimento pessoal. Cada palco enfrentado era um desafio superado, pois sempre fui uma menina bastante tímida e nervosa quando se tratava de apresentações em público.

Hoje, posso dizer que já superei meus limites e consigo conduzir minhas apresentações, falas, palestras de uma forma diferente. Sem dúvidas estas experiências também me auxiliarão futuramente, em minha profissão.

Qual sua música gaúcha predileta:
O pecado – Jairo Lambari Fernandes
Senhor das Manhãs de Maio – Luiz Marenco
Tua Imagem num Poema – Fabio Soares

Qual sua inspiração na tradição gaúcha:
Minha maior inspiração, sem dúvidas é minha família! Desde que nasci estive inserida neste belíssimo Movimento graças aos meus pais, sócios fundadores da entidade que pertenço, o CTG Sentinela da Coxilha. Com eles adquiri o gosto pelas coisas da nossa terra, nossas músicas, nossas danças, as brincadeiras folclóricas, nossa história, enfim, todas as particularidades que compõe o povo gaúcho.

Um sonho:
No meio tradicionalista, meu maior sonho sempre foi conquistar o título de Prenda do Rio Grande do Sul. Já na vida profissional, por enquanto, meu sonho é a conclusão do curso e a ascensão no ramo que escolher futuramente. Além de ter minha família sempre pertinho de mim. Não tem sonho maior que este!!

Uma frase:
“Só, quem como eu, vibra de amor pela querência,
Cultiva, a tradição em sua essência,
Poderá sentir, o que eu sinto. E compreender
Porque longe do meu sul não sei viver,
Os seus recantos, suas lendas, seus encantos,
Fazem parte do lirismo do meu canto,
E levarei dentro de mim, quando morrer.”

CAMPOS DA SAUDADE (JUREMA CHAVES)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: