Notícias

O perigo da fabricação e uso de álcool gel caseiro

Com a grande procura por álcool gel e a falta desses produtos nos mercados e farmácias, uma enxurrada de receitas caseiras de como fabricar álcool gel estão circulando na internet.

Algumas receitas sugerem o uso do álcool líquido concentrado com gelatina incolor, gel de cabelo, amido de milho ou outras substâncias.

O uso do álcool líquido concentrado pode causas riscos de acidentes, incêndios, queimaduras de grau elevado e irritação da pele e mucosas.

As receitas caseiras não garantem a produção de álcool com a concentração adequada para a correta desinfecção da mão e isto é um grande perigo, pois pode levar as pessoas a confiarem em algo que não possui eficácia.

Dependendo dos produtos utilizados na fabricação do álcool gel caseiro ao invés de eliminar o vírus pode potencializar sua proliferação e infecção. Além das substâncias poderem causar irritação na pele. 

É importante esclarecer que o álcool gel vendido em farmácias são fabricados com substâncias que garantem a estabilidade e concentração adequada para matar o vírus.

Para se prevenir do coronavírus uma solução bastante eficaz é lavar as mãos com água e sabão. O vírus é extremamente sensível ao sabão e é uma forma eficaz de matar o vírus.

Texto por Fábio Reis para PFARMA

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: