Mãe que teve queimaduras graves ao impedir que panela caísse sobre filho precisa de ajuda

Cristiane Pereira Ponciano tem 42 anos de idade, é autônoma, e mora com o marido e os dois filhos em Itapirubá, na divisa de Laguna com Imbituba. Duas semanas atrás, ela sofreu um grave acidente enquanto fritava salgadinhos para uma encomenda.

Ao Portal Agora Laguna, Cristiane contou que seu filho de sete anos, sem ver que a mãe preparava comida, foi usar a lixeira e acabou esbarrando nela, que bateu em uma panela de óleo quente. “Eu cai em cima dele e a panela veio junto. Para que o óleo não virasse no meu filho, puxei aquilo pra mim”, relata. Ela teve queimaduras de primeiro a terceiro graus, nas duas pernas.

O trabalho de fazer salgados e docinhos começou em outubro do ano passado e era o complemento da renda familiar. Cristiane chegou a fazer algumas encomendas, enfrentando as dores, por alguns dias para que a família não ficasse desamparada nas finanças.

“Eu comecei a fazer os salgados em outubro e logo comecei a vender encomendas até para Florianópolis. Era a realização de um sonho, estava bastante feliz. A gente começa assim, pequenininho, e vai crescendo. Já tinha comprado uma porta e uma janela, para fazer um ‘puxadinho’ na minha cozinha, e ter um espaço maior. Mas com fé, vou me recuperar”, diz Cristiane.

No entanto, o tratamento das queimaduras tem exigido muitos recursos, dada a gravidade das lesões causadas pelo óleo. Diariamente, a salgadeira vai até o bairro Vila Nova onde uma enfermeira particular, especializada em tratamento de queimados, faz a troca das ataduras e demais curativos. “Hoje, estamos precisando mais de auxílio financeiro para a gasolina e também dos remédios e soro, que são usados no tratamento”, conta.

Segundo Cristiane, são aceitas doações de curativo hidrocoloide, ataduras elásticas, dos remédios ibuprofeno, paracetamol, medicamento fitoterápico ‘Phytovein (nome comercial)’, antibiótico a base de amoxicilina + clavulanato de potássio, loção de óleo de girassol, pomada de sulfadiazina de prata, e remédio ‘Torsilax (nome comercial)’. Para doações, o telefone para contato é (48)9 9183-1828

Publicado por Tradição Gaúcha

o melhor da cultura Gaúcha do Rio Grande e também notícias do Brasil e do mundo sempre trazendo o melhor da notícia..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: