Voluntários trabalham 9 horas para salvar cachorra coberta por piche

Animal caiu em um poço em Buenos Aires, na Argentina, e não podia se mexer. Vizinhos, bombeiros e ONG realizaram o resgate

As primeiras informações apontavam que o animal caiu no poço de um reservatório em Merlo, mas a polícia investiga se foi acidente

Pessoas que passavam pelo local e cães que latiam sem parar chamaram atenção para o ocorrido. A pequena, que ganhou o nome de Aloe, reuniu vizinhos e bombeiros no salvamento

Após um pedido de ajuda nas redes sociais, a ONG Proyecto 4 Patas (P4P) se juntou ao resgate

O corpo estava 100% coberto pelo asfalto mole e pegajoso. Foi então que tiveram a ideia de usar óleo e azeite para remover a substância

“Encontramos uma cena angustiante: Aloe estava literalmente petrificada e presa ao chão. Ele tinha 100% de seu corpo endurecido: boca, olhos, ouvidos, tudo. Ficamos muito chocados, nunca vimos um animal nessas condições, mas era hora de focar e colocar toda a nossa vontade e amor para tirá-la desse pesadelo o mais rápido possível”, escreveu a ONG

Foram usados 50 litros de óleo e a operação durou mais de 9 horas. Aloe ainda tomou 3 banhos com detergente 

Cada camada que conseguimos remover nos aproximava do final e a emoção crescia. E aqui está Aloe, hoje é o dia dela”, comemorou a instituição

Por: https://lifestyle.r7.com/bichos/fotos/voluntarios-trabalham-9-horas-para-salvar-cachorra-coberta-por-piche-14022020#!/foto/6

Publicado por Tradição Gaúcha

o melhor da cultura Gaúcha do Rio Grande e também notícias do Brasil e do mundo sempre trazendo o melhor da notícia..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: